Dieta Alcalina → Cardápios, Benefícios e Alimentos Permitidos

164
Dieta alcalina
Dieta alcalina

Manter uma vida saudável é um dos principais intuitos de muitas pessoas que seguem em busca de um cardápio ideal para manter o peso e alimentação em dia, com diversos conceitos e métodos que são oferecidos no mercado que podem adequar-se melhor para algumas pessoas, assim como a dieta alcalina, visando eliminar da rotina os alimentos ácidos que podem trazer prejuízos para o cotidiano.

Dietas da dieta alcalina

Há várias dietas disponíveis que podem ser seguidas para realizar uma dieta alcalina, evitando os alimentos ácidos e podendo incluir algumas opções em sua rotina alimentar que apresentam os nutrientes e substâncias que o corpo necessita para manter-se saudável.

Os alimentos mais alcalinos que devem estar presentes em seu dia-a-dia são: sal mineral, couve, coentro, salsa, pepino, erva de trigo e algas marinhas. Alguns outros também podem ser incluídos, como beterraba, aipo, soja, repolho, abacate, tomate, brócolis, gengibre, limão, lentilha, berinjela, ervilha, azeite e cenoura.

Os alimentos ácidos, para uma dieta alcalina, devem ser totalmente evitados, retirando de seu cardápio opções de chocolate, café, refrigerantes, sorvetes, geleias, batata, cogumelo, carnes vermelhas com muita gordura, açúcares, mostarda, vinagre, queijos amarelos, ovo, amendoim, frutas secas e itens industrializados de maneira geral.

Cardápio da dieta alcalina

Manter uma vida saudável é um dos principais intuitos de muitas pessoas que seguem em busca de um cardápio ideal para manter o peso e alimentação em dia, com diversos conceitos e métodos que são oferecidos no mercado que podem adequar-se melhor para algumas pessoas, assim como a dieta alcalina, visando eliminar da rotina os alimentos ácidos que podem trazer prejuízos para o cotidiano. Dietas da dieta alcalina Há várias dietas disponíveis que podem ser seguidas para realizar uma dieta alcalina, evitando os alimentos ácidos e podendo incluir algumas opções em sua rotina alimentar que apresentam os nutrientes e substâncias que o corpo necessita para manter-se saudável. Os alimentos mais alcalinos que devem estar presentes em seu dia-a-dia são: sal mineral, couve, coentro, salsa, pepino, erva de trigo e algas marinhas. Alguns outros também podem ser incluídos, como beterraba, aipo, soja, repolho, abacate, tomate, brócolis, gengibre, limão, lentilha, berinjela, ervilha, azeite e cenoura. Os alimentos ácidos, para uma dieta alcalina, devem ser totalmente evitados, retirando de seu cardápio opções de chocolate, café, refrigerantes, sorvetes, geleias, batata, cogumelo, carnes vermelhas com muita gordura, açúcares, mostarda, vinagre, queijos amarelos, ovo, amendoim, frutas secas e itens industrializados de maneira geral. Cardápio da dieta alcalina O cardápio da dieta para gastrite é bastante flexível, sendo que o intuito é incluir na rotina diversos alimentos que estejam dentre os alcalinos, evitando ao máximo os ácidos, podendo montar seu próprio programa alimentar ou até mesmo seguir algumas possibilidades já disponíveis. O desjejum pode ser feito com um copo de água gelada com uma colher de sobremesa de suco de limão, visando otimizar o processo de digestão dos alimentos, seguido pelo café da manhã que pode incluir um copo de suco de clorofila, juntamente com um biscoito integral com uma colher de sopa de geléia de frutas preferencialmente zero açúcar. Outra opção é o consumo de uma banana junto com uma colher de aveia. O lanche da manhã pode conter uma xícara de chá verde juntamente com um copo de salada de frutas com uma colher de sobremesa de linhaça ou chia. O almoço da dieta alcalina deve ser mais completo, com um prato de salada de folhas verdes, juntamente com uma colher de arroz integral, duas colheres de grão de bico e uma colher de tahine. O lanche da tarde pode incluir duas porções de semente de abóbora torrada, uma colher de pasta de grão de bico misturada com tomate e pimentão e uma tangerina inteira. Para um jantar mais leve, indica-se o consumo de sopas, dando preferência às de arroz integral ou legumes. A ceia da dieta alcalina engloba o consumo de uma xícara de chá de erva doce juntamente com um pedaço de abacaxi para acelerar a digestão dos alimentos. Como fazer a dieta alcalina Para fazer a dieta alcalina deve-se seguir a ideia de cardápio acima ou montar sua própria rotina alimentar com itens que façam parte deste grupo de alimentos, retirando ou evitando todos os ácidos que podem prejudicar o corpo pelos níveis de pH presentes, visando manter o equilíbrio do organismo.

O cardápio da dieta para gastrite é bastante flexível, sendo que o intuito é incluir na rotina diversos alimentos que estejam dentre os alcalinos, evitando ao máximo os ácidos, podendo montar seu próprio programa alimentar ou até mesmo seguir algumas possibilidades já disponíveis.

O desjejum pode ser feito com um copo de água gelada com uma colher de sobremesa de suco de limão, visando otimizar o processo de digestão dos alimentos, seguido pelo café da manhã que pode incluir um copo de suco de clorofila, juntamente com um biscoito integral com uma colher de sopa de geléia de frutas preferencialmente zero açúcar. Outra opção é o consumo de uma banana junto com uma colher de aveia.

O lanche da manhã pode conter uma xícara de chá verde juntamente com um copo de salada de frutas com uma colher de sobremesa de linhaça ou chia.

O almoço da dieta alcalina deve ser mais completo, com um prato de salada de folhas verdes, juntamente com uma colher de arroz integral, duas colheres de grão de bico e uma colher de tahine.

O lanche da tarde pode incluir duas porções de semente de abóbora torrada, uma colher de pasta de grão de bico misturada com tomate e pimentão e uma tangerina inteira.

Para um jantar mais leve, indica-se o consumo de sopas, dando preferência às de arroz integral ou legumes.

A ceia da dieta alcalina engloba o consumo de uma xícara de chá de erva doce juntamente com um pedaço de abacaxi para acelerar a digestão dos alimentos.

Como fazer a dieta alcalina

Para fazer a dieta alcalina deve-se seguir a ideia de cardápio acima ou montar sua própria rotina alimentar com itens que façam parte deste grupo de alimentos, retirando ou evitando todos os ácidos que podem prejudicar o corpo pelos níveis de pH presentes, visando manter o equilíbrio do organismo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, media: 5,00 de 5)
Loading...